compliance – programa de compliance – compliance nas empresas  – lei anti corrupção – lei anticorrupção

Compliance: Como implantar um programa de compliance nas empresas

O que conhecemos como Compliance trata-se de um ramo que se popularizou bastante no mundo dos negócios recentemente.

Essa popularização do Compliance foi influenciada pelos escândalos de corrupção descobertos em grandes grupos empresariais do país.

A Lei Anti-Corrupção também representa um grande avanço para os departamentos de Compliance.

Afinal, estamos em um momento onde não apenas o poder Judiciário cobra uma postura ética das empresas, mas também a sociedade está exigindo um mercado mais ético. Leia também: PROCEDIMENTOS E POLÍTICA ANTICORRUPÇÃO

Se você quer saber mais sobre como implantar um programa de Compliance dentro da sua empresa, leia o artigo a seguir.

Compliance

A exigência de processos íntegros de produção e de minimização de riscos já é uma ideia que tem sido compartilhada por muitas empresas que qu

programa de compliance

erem estar alinhadas com a nova realidade organizacional.

Para isso, essas empresas devem estar dispostas a criar ou, ao menos, reformular os seus Códigos de Conduta. Essa atitude prova que a empresa está disponível para adotar novas práticas que possam assegurar a ética dentro da sua estrutura de negócio.

Muitas das empresas que foram convencidas pela ideia do Compliance acabam contratando serviços de mentoria para implantar a mudança. Esses programas de mentoria geralmente tem o objetivo de mostrar os caminhos que a empresa pode utilizar para se ter uma governança mais ética.

Implementar a cultura do Compliance dentro de uma empresa exige atitudes efetivas de liderança, decisão e comprometimento. O comprometimento, inclusive, deve ser de toda a equipe de colaboradores, e não apenas da alta cúpula da empresa.

Toda empresa que pretende adotar um sistema de Compliance precisa se organizar para isso, independente de ser uma empresa de pequeno, grande ou médio porte. No caso de pequenas e médias empresas, os custos da implantação de um sistema de Compliance são relativamente menores.

Por isso, não há motivos para que uma empresa, por menor que seja a sua estrutura, resista à proposta do Compliance. São muitos os benefícios que uma empresa pode adquirir para a sua estrutura de negócio ao adotar um programa como esse.

A estruturação de um Compliance é importante por que ela materializa as intenções éticas de uma empresa. Pode até ser que o empresário declare para o seu público que tem preocupações efetivas com os processos éticos da sua empresa.

Porém, se isso não estiver institucionalizado na empresa, é bem provável que as intenções do empresário estejam sendo subestimadas pela sua própria equipe. É preciso que as boas intenções ultrapassem o campo das palavras e se provem em atitudes e decisões tomadas frente ao negócio.

Programa de Compliance

Para implantar um programa de Compliance dentro de uma empresa, é preciso seguir alguns passos. Saiba quais são alguns deles a seguir. Leia também: O que é Compliance: Conheça o conceito, os benefícios e aplicações práticas!

  • Envolver todos os líderes da empresa no processo

Essa é uma etapa importante por que, no caso de uma empresa que conta com vários sócios e gestores, por exemplo, é preciso que todos os membros que fazem parte da alta cúpula estejam envolvidos e empenhados em efetivar um sistema de Compliance para a empresa.

Isso por que caso um dos líderes não esteja de acordo ou não seja envolvido nesse processo, a implantação será proporcionalmente prejudicada. Afinal, a ética de uma empresa não pode ser exercida apenas por um grupo isolado.

  • Criação ou Reformulação do Código de Conduta

O Código de Conduta precisa estar alinhado com os objetivos da empresa após a adoção do Compliance. É preciso ter regras claras em relação ao que se espera da equipe e seus respectivos processos dali em diante.

  • Comunicação facilitada entre líderes e seus subordinados

Essa etapa diz respeito à relação acessível que deve existir entre os líderes da empresa e os seus subordinados. O Compliance precisa ter suas regras definidas e apresentadas para todos os departamentos.

Inclusive, muitas delas podem ser elaboradas em conjunto com as lideranças e sub-lideranças de cada um dos departamentos.

  • Análise dos Riscos

Analisar os riscos dos processos da empresa é necessário para corrigir as falhas e aperfeiçoá-los ao mesmo tempo.

Quando esses riscos são descobertos, você sabe exatamente por onde começar a implantar o Compliance dentro da sua empresa.

 

2 respostas a “Compliance: Como implantar um programa de compliance nas empresas”

  • Gostaria de saber qual a visão da Potencial com relação a utilização de ferramentas automatizadas para apoiar na prática as tarefas do dia dia do profissional com função de Compliance.
    Fui Gerente de Compliance de TI por 17 anos em empresa de grande porte no mercado Segurador no RJ e foi desenvolvido um sistema na própria TI da empresa para apoiar nossas atividades de Compliance. Fazer gestão de riscos, gaps, planos de ação, etc.. inclusive no caso da TI tendo os processos do COBIT implementados no sistema.
    Em minhas aulas sobre o assunto Compliance e Gestão de Riscos, faço referência a planilha desenvolvida pelos profissionais e que no caso daquela empresa, serviu de base para desenvolver o sistema.
    Obrigado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *